ESPORTES

Insatisfeito com a condição de reserva no Vasco, Clayton pediu para ser emprestado a clube de Portugal

Insatisfeito com a condição de reserva no Vasco, Clayton pediu para ser emprestado a clube de Portugal Domingo, 07/07/2024 – 11:12 A saída de Clayton Silva do Vasco para o Estoril Praia, de Portugal, foi em comum acordo, mas a iniciativa partiu do próprio jogador. Insatisfeito com a falta de oportunidades no time, o centroavante pediu para ser emprestado ao clube português.

A Agência RTI Esporte apurou que não houve resistência do presidente do Vasco, Pedro Paulo de Oliveira, o Pedrinho, que aceitou a saída do atleta. A principal insatisfação do atacante era a condição de reserva no Clube de São Januário.

A diretoria vascaína, por outro lado, entende que ele não correspondeu dentro de campo, o que acarretou na saída nesta janela de transferências. O atacante de 25 anos tem contrato até dezembro de 2026 com o Vasco.

No entanto, ele negociou sua saída antes da reabertura da janela de transferências para retornar ao futebol português, onde teve passagem destacada pelo Casa Pia nas duas últimas temporadas.

Ainda segundo apurou a reportagem Clayton Silva tinha boa relação com os jogadores e também com o antigo técnico do clube, Ramón Díaz. No entanto, foi escanteado, com se diz na gíria do futebol, por Álvaro Pacheco, sucessor do argentino, no Vasco.

Na semana do clássico contra o Flamengo pela Série A do Campeonato Brasileiro, o atacante teria se recusado a treinar fora de posição. Na época, o técnico português havia escalado Clayton Silva para atuar como ponta-direita.

Álvaro Pacheco não gostou do comportamento do jogador e o tirou da atividade. Depois disso, teve uma discussão áspera com o centroavante no vestiário do Centro de Treinamento Moacyr Barbosa. O treinador tratou o evento como uma questão do “dia a dia”.

Porém, jogadores e integrantes da comissão técnica se incomodaram como a forma foi conduzida por Álvaro Pacheco. Desde então, a relação não foi a mesma e o ambiente ficou pesado internamente.

Com a troca de treinador, Clayton Silva criou a expectativa de que seria mais utilizado por Rafael Paiva. Apesar disso, a condição de reserva continuou sendo um incômodo para o atacante que viu Erick Marcus, cria da base, recuperar espaço no elenco.

Em meio a falta de oportunidades, Clayton Silva pediu para deixar o Vasco e o alto comando não dificultou a saída, aceitando imediatamente ao pedido do jogador. Ele entende que este é o momento certo para da uma oxigenada na carreira.

Sua última partida foi em 19 de junho, quando o Vasco perdeu por 2 a 1 para o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 10ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, atuou os 90 minutos contra a equipe gaúcha.

Vale lembrar que o revés rendeu a demissão de Álvaro Pacheco do comando do Vasco. Clayrton Silva, por sua vez, foi relacionado para os jogos contra São Paulo, Bahia e Botafogo. Porém, sequer entrou em campo com a camisa cruzmaltina.

Fonte: RTI Esporte