NOTÍCIAS

Agência Minas Gerais | Programa de Eficiência Energética da Cemig gera economia de 24 GWh por ano em Minas

Sex 28 julho 2023 08:30 atualizado em Qui 27 julho 2023 18:38

Programa de Eficiência Energética da Cemig gera economia de 24 GWh por ano em Minas

Nos últimos cinco anos, empresa investiu mais de R$ 325 milhões no estado 

Disseminar o consumo consciente e conscientizar a população sobre o uso eficiente da energia. Com essas duas premissas, o Programa de Eficiência Energética da Cemig gerou uma economia de 24 GWh em 2022, o equivalente ao fornecimento de energia elétrica para 15 mil famílias no período de um ano. 

Cemig / Divulgação

Dividido em seis subprogramas com foco nas cidades, comunidades, hospitais, campo, escolas e a chamada pública, o Programa deverá investir cerca de R$ 500 milhões de 2023 a 2027, o que vai representar um aumento de 54% em relação ao último ciclo tarifário – que compreendeu 2018 e 2022. Nos últimos cinco anos, o investimento havia sido de cerca de R$ 325 milhões.

O Programa tem como foco a troca de equipamentos obsoletos e menos eficientes por outros mais econômicos, sustentáveis e eficientes, como lâmpadas de LED, autoclaves e focos cirúrgicos hospitalares, instalação de usinas solares fotovoltaicas também em hospitais, além da disseminação da cultura de economia de energia.

De acordo com o gerente de Eficiência Energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, quanto mais energia economizada, mais benefícios gerados para as instituições contempladas e, consequentemente, para a sociedade atendida por elas. " O benefício é muito grande a atinge diretamente muita gente: são pacientes, alunos, população de baixa renda, comunidades rurais, entre outros.  Além disso, a ação traz alívio de carga ao sistema elétrico, já que o consumo de energia diminui com a utilização de equipamentos mais econômicos e eficientes", ressalta.  

Cemig nos Hospitais

Como destaque neste ciclo, a Cemig investirá R$ 67 milhões em hospitais públicos e filantrópicos de sua área de concessão. Os recursos, que estão sendo aplicados desde meados de 2022,  resultarão na modernização de cerca de 400 unidades de saúde, que serão beneficiadas com a substituição de 500 mil lâmpadas e 75 focos cirúrgicos, além de 50 autoclaves, 53 calandras e 44 secadoras, equipamentos fundamentais para a segurança dos processos de higienização de roupas e instrumentos hospitalares. 

Outra ação importante do Cemig nos Hospitais é o incentivo à geração por meio de fontes sustentáveis. Com os recursos citados anteriormente, será possível instalar 30 usinas solares fotovoltaicas. A primeira usina fotovoltaica desta etapa já está em fase final de conexão e é simbólica por estar em uma das referências mineiras em parto humanizado: o Hospital Maternidade Sofia Feldman, na capital do estado.  

Em junho passado, a Cemig inaugurou, no Hospital São Francisco, também em Belo Horizonte, a nova iluminação e autoclave. No local, foram investidos cerca de R$ 800 mil na substituição do equipamento de esterilização e de todo o sistema de iluminação da unidade. Com essas mudanças, a instituição irá economizar em torno de 475,3 MWh/ano, o que deve representar cerca de R$ 150 mil no mesmo período. 

Ronaldo Lucas Queiroz afirma que não apenas a instituição hospitalar é beneficiada, mas toda a sociedade, uma vez que os recursos que seriam utilizados para o pagamento da conta de energia podem ser realocados para outras demandas.  

“Quando levamos equipamentos mais modernos e eficientes estamos contribuindo também para que essas instituições possam economizar recursos financeiros que antes seriam destinados à fatura de energia. A iluminação de LED favorece um ambiente mais confortável à população e aos profissionais de saúde. E os demais equipamentos garantem processos mais seguros”, afirma. 

Mais benefícios para a sociedade 

Entre as iniciativas do Programa, além do Cemig nos Hospitais, a Cemig está com uma ação que está transformando a iluminação pública do estado. Com foco na modernização dos pontos de iluminação pública, a empresa iniciou, em 2022, o programa Minas LED. Com a iniciativa, está avançado o processo de substituição de lâmpadas de vapor de sódio, mercúrio, incandescentes e outros modelos de alto consumo por luminárias mais eficientes e econômicas, com tecnologia LED.

Com o Minas Led, quase 500 dos 774 municípios da área de concessão da Cemig Distribuição foram contemplados com recursos da ordem de R$ 100 milhões, alocados na substituição de 120 mil pontos de iluminação pública. 

Para os clientes residenciais, o Cemig nas Comunidades e o Cemig no Campo atuam com foco em famílias de baixa renda residentes em bairros dos centros urbanos e de comunidades quilombolas, indígenas e rurais de todo o Estado. As famílias visitadas recebem orientação sobre a redução no valor da conta de energia que pode ocorrer a partir da mudança de pequenos hábitos. Durante as visitas, para potencializar essa economia, os atendentes da Cemig também substituem lâmpadas ineficientes por outras de LED. 

 

 

outras notícias