Home Destaques Vereador faz audiência para exigir explicações da Sabesp quanto à qualidade de Diadema

Vereador faz audiência para exigir explicações da Sabesp quanto à qualidade de Diadema

1,150

Na última semana, os moradores de Diadema viveram um verdadeiro “calvário”. O motivo: a água fornecida pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp, chegava nas torneiras das residências barrenta e com mau cheiro. As reclamações viralizaram nas redes sociais e um protesto foi realizado em frente ao Poupatempo para cobrar solução. A mesma situação ocorreu em São Bernardo do Campo e Santo André.

Para exigir explicações e cobrar as devidas responsabilidades, uma audiência pública será realizada nesta segunda-feira (29), às 18h, na Câmara Municipal de Diadema. O requerimento, com pedido de urgência, para realização da consulta, foi solicitado pelo vereador petista Josa Queiroz.

O requerimento também convoca o prefeito Lauro Michels (PV), o secretário Municipal de Serviços e Obras, José Marcelo Ferreira Marques, e representantes da Sabesp na cidade que é a responsável pela distribuição de água em Dia­dema, bem como no estado de São Paulo. “A água tem chegado às residências dos munícipes com cor amarelada, em alguns casos até barrenta, mas, principalmente, com forte odor, tornando impossível o seu consumo”, afirma Josa.

O parlamentar municipal ainda ressalta que o abastecimento de água, assim como a coleta e tratamento de esgoto sanitário em Diadema eram de responsabilidade e executados pela extinta Companhia de Saneamento de Diadema (Saned) até passada para a Sabesp. “Nos últimos dias os relatos divulgados por meio das redes sociais sobre a péssima qualidade da água que vem sendo entre­gue pela Sabesp à população de Diadema comprovam a necessidade dessa audiência”, lembrou.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Destaques

Deixe uma resposta

Verifique também

Oposição reage a decreto de Bolsonaro que ataca autonomia universitária

A oposição apresentou um Projeto de Decreto Legislativo contra ato do presidente da Repúbl…