Home Cidades MTST cobra Lauro Michels terreno acordado com o governo de SP para construção de moradias

MTST cobra Lauro Michels terreno acordado com o governo de SP para construção de moradias

2,136

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realiza manifestação nesta sexta-feira (12), na região Central de Diadema, para cobrar do prefeito Lauro Michels (PV), o terreno prometido para construção de moradias populares na cidade. Segundo a direção do movimento, a Secretaria de Habitação de Diadema prometeu que em fevereiro daria um retorno, mas até o momento não se pronunciou.

“A secretária Regina Gonçalves nos pediu para fazer um protocolo sobre levantamento de áreas de interesse social na cidade. Fizemos isso em fevereiro e nos foi dito que em 15 dias teríamos uma resposta, mas ninguém da Prefeitura se manifestou sobre o assunto”, lembrou Dalecio Anderson, coordenador regional do MTST no ABC.

O terreno prometido ao MTST é parte de um acordo do então governador Márcio França, concretizado em 2018, como desfecho para que o movimento deixasse uma área ocupado por meses em São Bernardo do Campo. O protesto será realizado a partir das 15h e sairá da região Central de Diadema até à Secretaria de habitação do Município.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Oposição reage a decreto de Bolsonaro que ataca autonomia universitária

A oposição apresentou um Projeto de Decreto Legislativo contra ato do presidente da Repúbl…