Home Cidades Justiça cassa prefeito tucano José Auricchio, de São Caetano do Sul

Justiça cassa prefeito tucano José Auricchio, de São Caetano do Sul

3,196

O juiz eleitoral Pedro Corrêa Lial cassou a diplomação do prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, e do vice, Beto Vidoski (ambos do PSDB), devido a uma das doações realizadas durante a campanha de 2016. Como consequência, também determinou a perda do mandato eletivo. O magistrado determinou que os dois devolvam ao tesouro público R$ 350 mil. Ainda cabe recurso e os dois mandatários continuam em seus respectivos cargos.

O julgamento foi proferido por conta de suspeitas na doação de R$ 350 mil de Maria Alzira Garcia Correia Abrantes, que veio a falecer em 2017, e tida como maior doadora da campanha dos tucanos à Prefeitura da cidade na última eleição municipal. Na época, em 2016, Maria estava internada em um hospital da capital.

A ação, proposta incialmente pelo PMDB, foi abraçada pelo Ministério Público Eleitoral, que pedia ainda a ineligibilidade dos dois pelo período de oito anos, o que foi negado pelo juiz. Segundo a denúncia do MPE, a chapa tucana utilizou-se de um esquema de financiamento eleitoral que incluiu a avó do dono do escritório de contabilidade responsável pelas contas de campanha de Auricchio.

Eduardo Abrentes, o contador, além de prestar serviços a Auricchio e ao PSDB, também é amigo do prefeito cassado.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Oposição reage a decreto de Bolsonaro que ataca autonomia universitária

A oposição apresentou um Projeto de Decreto Legislativo contra ato do presidente da Repúbl…