Home São Bernardo do Campo Entregue às pressas em outubro, Viaduto Castelo Branco já está interditado

Entregue às pressas em outubro, Viaduto Castelo Branco já está interditado

4,745

Por essa, a população que mora nos bairros Jardim Belita, Continental, Vila Roberta, Santa Maria e Parque dos Pássaros não esperava. O viaduto que cruza a Avenida Castelo Branco, inaugurado pelo governo do prefeito Orlando Morando (PSDB) às vésperas da eleição, em outubro, está interditado.

O bloqueio da via, pouco mais de dois meses depois da abertura ao tráfego, causou surpresa, indignação e o protestos de várias formas por parte das pessoas que já estavam utilizando diariamente a via. Nas redes sócias, já circulam várias manifestações retratando essa revolta. Nos vídeos, é possível perceber falhas na pista, rachaduras e até mesmo o asfalto cedendo em alguns trechos.

O vereador Joilson Santos (PT) usou suas redes sociais para denunciar o descaso do governo Orlando Morando com a população da cidade. Em uma postagem no Facebook, o parlamentar destaca que a obra foi entrega às pressas, deixando a impressão de uso eleitoreiro, uma vez que foi inaugurada antes das eleições de outubro. A mulher de Orlando, Carla Morando (PSDB), foi candidata a deputada estadual e se elegeu. 

#Viaduto interditado prejudica a população.#Dinheiro Público desperdiçado mais uma vez.Faz 15 dias já havia denunciado aqui em minha página alertando essas obras entregues antes das eleições para Deputado.Já estamos cobrando explicações e providências.#Em defesa por serviços públicos de qualidade.Nosso lado é o Povo de São Bernardo.

Publicado por Vereador Joilson Santos em Quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Moradora da região, a estudante Juliana Freitas foi pega de surpresa. Segundo ela, interditaram a via e não comunicaram a população. “Fizeram festa na entrega e, do nada, fecham sem nenhuma satisfação. Pela manhã, quando fui para a faculdade, me deparei com o viaduto interditado. Somos tratados como palhaços por essa administração”, afirmou a estudante.

Outro que também usou as redes sócias para falar do caso foi o também vereador Julinho Fuzari (PPS). Em vídeo, afirma que a interdição é um descaso com o dinheiro público. “Ele (Orlando Morando), usando da máquina para eleger sua esposa, fez de tudo, inclusive, inaugurou esse viaduto Castelo Branco. Inaugurou às pressas e, pela segunda vez, está interditado. Dinheiro público sendo jogado fora. Obra eleitoreira”, denuncia o parlamentar em postagem em sua rede social.

Com investimento de R$ 37 milhões, a obra foi inaugurada em outubro de 2018, como parte do projeto viário da chamada Linha Camargo. Mas já está interditada para o tráfego de veículos.

A Prefeitura de São Bernardo informa que interdição já estava prevista e destaca não haver qualquer anomalia, como fissuras, afundamentos ou trincas, na obra do Viaduto Castelo Branco.

Segundo a nota, a interdição é parcial e se deu no sentido bairro-centro, em alinhamento com o cronograma de serviços, uma vez que, após 60 dias, depois da sua entrega, previa a etapa de colocação das juntas de dilatação, serviço esse que faz parte do projeto.

Crédito da foto: Omar Matsumoto (PMSBC)

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

Verifique também

Projeto Meninos e Meninas de Rua promove dia de lazer neste sábado (19) em SBC

No ritmo de férias, o Projeto Meninos e Meninas de Rua (PMMR), de São Bernardo do Campo, p…