Home Sem Categoria Em novo recuo, governo Bolsonaro suspende ordem de paralisar reforma agrária no País

Em novo recuo, governo Bolsonaro suspende ordem de paralisar reforma agrária no País

717

Em mais um impasse da equipe de Jair Bolsonaro (PSL), o governo resolveu recuar mais uma vez e cancelou os memorandos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) que determinavam a interrupção dos processos de desapropriação ou aquisição de terras. Em apenas uma semana, Bolsonaro já voltou atrás em uma série de medidas anunciadas e esse é mais um recuo do governo que se mostra perdido neste início de mandato.

Em memorando enviado na quarta-feira (8), por volta das 22h, para as 30 superintendências regionais do Incra, o presidente substituto do órgão, Francisco José Nascimento, esclarece que “não há determinação do Governo Federal de suspender as ações das políticas de reforma agrária e de ordenamento fundiário”.

Os três memorandos que determinavam a paralisação da reforma agrária no País por tempo indeterminado foram divulgados aos servidores na primeira semana do ano e, de acordo com órgão, 250 processos em andamento foram paralisados. A ação também prejudicaria mais de 1,7 mil processos para identificação e delimitação de territórios quilombolas.

Um desses documentos, assinado por Clóvis Figueiredo Cardoso, ex-diretor do Incra, determinava que as superintendências regionais também disponibilizassem até ontem (9) a relação de todos os imóveis que poderiam ser destinados para a reforma agrária.

Sob o governo Bolsonaro, que durante a campanha eleitoral defendeu que iria “retirar da Constituição qualquer relativização da propriedade privada”, o Incra saiu da Casa Civil da Presidência e está submetido ao Ministério da Agricultura. A pasta é comandada pela ex-líder da bancada ruralista no Congresso Tereza Cristina (DEM-MS).

Entre os servidores do Incra, a sensação é a de que o governo está “perdido”. Três funcionários do órgão, em entrevista a Repórter Brasildisseram que a decisão inicial de suspender a reforma agrária e a posterior decisão de revogação da medida deixaram os trabalhadores atônitos.

*Com informações Brasil de Fato

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Sem Categoria

Deixe uma resposta

Verifique também

Projeto Meninos e Meninas de Rua promove dia de lazer neste sábado (19) em SBC

No ritmo de férias, o Projeto Meninos e Meninas de Rua (PMMR), de São Bernardo do Campo, p…