Home Mauá Polícia Federal prende prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, pela segunda vez

Polícia Federal prende prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, pela segunda vez

1,316

Atila Jacomussi (PSB), prefeito de Mauá, e o ex-secretário de Governo da cidade, João Eduardo Gaspar, foram presos ontem (13) pela Polícia Federal (PF), na Operação “Trato Feito”, que mira organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos em contratos firmados entre a Prefeitura e empresas prestadoras de serviços. Ainda segundo a PF, 22 vereadores dos 23 da cidade estão envolvidos no esquema e também tiveram seus gabinetes vasculhados na manhã de ontem. O único vereador que não estaria envolvido no esquema de corrupção é Marcelo Oliveira, do PT.

Atila e Gaspar haviam sido presos em maio deste ano, também pela PF, em um esquema de corrupção na cidade envolvendo contratos para merenda e uniforme escolar. Na ocasião, a operação havia sido denominada “Prato Feito”. A juíza Raquel Silveira do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) foi quem autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão nos gabinetes.

A PF informou, durante coletiva de imprensa em sua sede, em São Paulo, que o esquema de corrupção na Prefeitura de Mauá continuou mesmo após a primeira prisão de Atila Jacomussi. Segundo o delegado Marcelo Ivo de Carvalho, delegado regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF, empresas entregavam valores para Jacomussi e Gaspar que, por sua vez, repassavam parte aos vereadores em troca de apoio políticos.

Essa situação teria criado esquema conhecido como mensalinho. “Os novos elementos trazidos aos autos indicam esquema em que nove empresas pagavam vantagens ilícitas a agentes públicos e políticos para a compra de apoio na Câmara Municipal de Mauá, sobretudo para a obtenção de contratos superfaturados”, afirmou a PF.

Ainda de acordo com a PF, a vice-prefeita Alaide Damo (MDB) não está sendo investigada. A Operação Trato Feito visa esclarecer o funcionamento do esquema e de seus participantes, com o objetivo de acabar com o desvio de dinheiro. Cerca de R$ 500 mil eram desviados por mês dos cofres públicos da Prefeitura de Mauá.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Mauá
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Projeto Meninos e Meninas de Rua promove dia de lazer neste sábado (19) em SBC

No ritmo de férias, o Projeto Meninos e Meninas de Rua (PMMR), de São Bernardo do Campo, p…