Home Geral Maconha medicinal vira tema de curso de empresas americana e nacional 

Maconha medicinal vira tema de curso de empresas americana e nacional 

2,225

Para proporcionar maior capacitação dos profissionais médicos e de leigos que querem conhecer as aplicações da maconha medicinal, a empresa americana Medical Marijuana 411 e  CEC – Centro de Excelência Canabinóide firmaram parceria e lançaram há dois meses um programa de e-learning de última geração.

Os cursos on-line são certificados pelos estados de Washington e Alaska, nos Estados Unidos, e considerados os mais completos do mundo. Inicialmente, estão disponibilizados nos idiomas português e inglês e, em breve, em espanhol.

“Estamos investindo na área da educação a fim de ajudar na capacitação dos profissionais de saúde e pacientes. Queremos contribuir para a melhor qualidade de vida dos pacientes que precisam de tratamento à base da cannabis medicinal e de seus familiares”, explica Pedro Pierro, médico neurocirurgião e diretor médico do CEC.

O curso para médicos (Certificação Profissional Médica) está estruturado em 11 módulos, feito para médicos que já prescrevem ou pretendem prescrever, profissionais da área da saúde em busca de conhecimento, treinamentos e certificações, além de graduandos em Medicina, residentes ou recém-formados. Os módulos consistem nos seguintes temas: panorama jurídico e posicionamento da Anvisa, história do uso da planta, sistema endocanabinóide, dosagens, contraindicações, testes de laboratório e prática clínica em diversos problemas de saúde, entre outros tópicos.

Também é possível encontrar no portfólio de cursos do CEC o chamado Cannabis Medicinal Básico, desenvolvido para pessoas com problemas de saúde que já se tratam ou buscam tratá-los por meio da prática da medicina canabinóide, e também para pessoas que tenham interesse em adquirir conhecimento sobre essa especialidade médica.

Informações sobre como se inscrever para o curso estão disponíveis no portal do CEC. Localizado na cidade de São Paulo, o CEC, além de atuar na área educacional, também trabalha no acesso, com uma clínica especializada na medicina canabinóide e uma equipe de médicos especialistas e certificados.

“O acesso a uma prescrição é muito complicado para os pacientes que necessitam desse tipo de tratamento, pois os médicos não estão preparados para fazê-las. Estamos atendendo desde o início deste ano e temos pacientes com Parkinson, epilepsia, insônia, problemas gastrointestinais, entre outras enfermidades”, ressalta o médico Pedro Pierro.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Geral
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Projeto Meninos e Meninas de Rua promove dia de lazer neste sábado (19) em SBC

No ritmo de férias, o Projeto Meninos e Meninas de Rua (PMMR), de São Bernardo do Campo, p…