Início São Bernardo do Campo Corrupção no governo Orlando Morando passa de um ano e Mario de Abreu continua foragido

Corrupção no governo Orlando Morando passa de um ano e Mario de Abreu continua foragido

0
0
785

Em outubro de 2017, os Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público (MP), e de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, deflagraram a Operação Barbatanas. Nela, o ex-secretário de Gestão Ambiental do governo de Orlando Morando (PSBD) Mario Henrique de Abreu, vereador eleito do mesmo partido, foi denunciado por um esquema de venda de licenças ambientais mediante cobrança de propina.

Também são alvos do processo e investigados pela Justiça o ex-diretor de Licenciamento Ambiental do município Sergio Souza de Lima, o ex-servidor municipal Tiago Alves Martinez e André Luiz Poleti, Izaias Antônio de Araújo, João Antônio Cambauva e Simone Cristina de Lima Brito.

O caso ganhou repercussão e foi noticiado por vários veículos de comunicação, como por exemplo, o SPTV. Veja a reportagem.

O caso de corrupção faz aniversário sem punição?A exatamente um ano atrás era essa a reportagem que mostrava uma grande quadrilha na prefeitura de São Bernardo do Campo-SP. Nomeado pelo prefeito Orlando Morando PSDB, o então vereador Mario de Abreu também PSDB se tornou Secretário de Gestão Amebiental.Mario de Abreu tem sua prisão decretada, porém está foragido, cadê Mario de Abreu? Por que as autoridades policiais e judiciais não mostram empenho em capturar o foragido?#PortalDeSãoBernardoDoCampoSP

Publicado por Portal de São Bernardo do Campo-SP em Terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Mario de Abreu teve a sua prisão preventiva decretada em junho de 2018 pelo desembargador Euvaldo Chaib, da 4ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, mas até o momento não foi preso. Ele é considerado fugitivo pela Justiça.

Mário de Abreu, considerado homem de confiança do prefeito Orlando Morando, é acusado de corrupção durante o período em que esteve à frente da Secretaria de Meio Ambiente (de janeiro a outubro de 2017).

Como ele havia sido eleito vereador e assumiu a secretária, em seu lugar na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo assumiu a suplente Lia Duarte. A vereadora também foi afastada do mandato e é investigada por supostamente ter alocado em seu gabinete, durante o período que esteve na Câmara, funcionários considerados fantasmas.

Além de Mário de Abreu, outro ex-secretário de Orlando Morando é investigado por denúncias de corrupção. Carlos Roberto Maciel, que comandava a Coordenadoria de Assuntos Governamentais, foi alvo da operação Prato Feito, deflagrada em maio deste ano pela Polícia Federal (PF) com o objetivo combater fraudes em licitações e desarticular cinco quadrilhas suspeitas de desviarem recursos transferidos pela União para a compra de merenda escolar.

Depois dos dois ex-secretários do tucano, foi a vez do vice-prefeito Marcelo Lima ser denunciado por comprar apoio político para as eleições deste ano pagando R$ 30 mil em espécie. O vice fez dobrada como candidato a deputado federal com a mulher de Orlando, Carla Morando (PSDB), eleita a deputada estadual.

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

Veja também

Metalúrgicos arrecadam sacolinhas de Natal para crianças do projeto Montanhão

Mais de 600 crianças atendidas pelo projeto Montanhão Multiplicando Amor, em São Bernardo,…