Início Categorias Cidades Ignorância de Bolsonaro pode levar Brasil a catástrofe sanitária

Ignorância de Bolsonaro pode levar Brasil a catástrofe sanitária

Comentários desativados em Ignorância de Bolsonaro pode levar Brasil a catástrofe sanitária
0
4,326

“O Brasil com certeza sofre com essa saída. Vamos ter de fato uma catástrofe sanitária”, disse o médico Thiago Henrique Silva sobre o fim da participação de Cuba no Programa Mais Médicos, criado em 2013. Integrante da Rede Nacional de Médicos e Médicas Populares e mestre em Saúde Pública, Thiago lembrou, em entrevista à TVT, que são em torno de 8 mil médicos cubanos atuando no Brasil e que devem sair até dezembro por conta de exigências do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que não fazem parte do contrato firmado com Cuba até o fim de 2019.

“O que ocorre é que o Brasil tem com Cuba uma parceria de cooperação. Os países que buscam essa parceria com a Empresa Estatal Cubana de Serviços Médicos buscam porque estão precisando de um força de trabalho extra porque a interna não dá conta de atender as pessoas”, explica o especialista. Segundo ele, Cuba tem acordos de cooperação com mais de 60 países. “O único em que há esse debate da revalidação dos diplomas é o Brasil”, lamenta.

O médico relata que desde os anos 1960 Cuba prepara brigadas de solidariedade para atender catástrofes naturais e biológicas, como o ebola na África, os terremotos no Haiti, no Paquistão. “Quando outros países mandavam armas, Cuba mandava médicos para os países que estavam passando dificuldade. Cuba é referencia em saúde reconhecida inclusive pelos norte-americanos. Com o relaxamento das relações entre Cuba e EUA, muitos estão procurando Cuba para fazer tratamento médico.”

Crédito da Foto: Araquém Alcântara/Via Jornal Granma

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Moradores sofrem com falta d’água em Santo André, Mauá e Ribeirão Pires

A interrupção de fornecimento de água em bairros das cidades de Santo André, Mauá e Ribeir…