Início Santo André Pacientes relatam caos e péssimo atendimento na Farmácia de Alto Custo do Hospital Mário Covas

Pacientes relatam caos e péssimo atendimento na Farmácia de Alto Custo do Hospital Mário Covas

Comentários desativados em Pacientes relatam caos e péssimo atendimento na Farmácia de Alto Custo do Hospital Mário Covas
0
3,132

Pacientes das cidades do Grande ABC, que retiram medicação na Farmácia de Alto Custo do Hospital Mário Covas, em Santo André, estão indignados com o descaso e a falta de respeito com o atendimento que estão recebendo.

Segundo José Antônio Alves, que todo mês acompanha um paciente no Mário Covas, nos dias de retirada da medicação, as pessoas, em grande parte fragilizadas e com idade avançada, esperam mais de cinco horas.

“Já faz quase quatro anos que acompanho paciente de São Bernardo do Campo que retira medicamento no local. E todo mês é triste ver a superlotação e total falta de humanismo do atendimento. A maioria dos pacientes é idosa e ou de saúde bem debilitada. É normal esperar quatro horas por um atendimento?”, questiona.

O morador lembra que o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), prometeu durante a sua campanha ao Executivo, que a cidade teria uma unidade da Farmácia de Alto Custo.

De acordo com a promessa tucana, a farmácia funcionaria no Poupatempo. A assinatura do convênio entre o então governador Alckmin – hoje pré-candidato do PSDB à Presidência – e o também tucano Orlando Morando foi realizada em outubro do ano passado, e a data para funcionamento era março deste ano. No entanto, até o momento nada.

“Ele (Morando) divulgou em sua rede social vídeo dizendo que a retirada dos medicamentos de alto custo, distribuído pelo governo do Estado, iria ser realizado no Poupatempo, mas ficou só nas promessas. No dia 18 de setembro, fui retirar medicamento, mas nada mudou. A demora continuava a mesma”, disse Alves.

 

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Santo André
Fechado para comentários

Veja também

Padrão Bolsonaro de comunicação desorienta a mídia tradicional

O jornal O Estado de S.Paulo demite uma cronista por ter criticado as propostas do então c…