Início São Bernardo do Campo Espaço de Cultura em São Bernardo pode ter o mesmo desfecho que o Museu Nacional

Espaço de Cultura em São Bernardo pode ter o mesmo desfecho que o Museu Nacional

0
0
3,593

Há uma semana, o Brasil e o mundo ficaram chocadas com as cenas do Museu Nacional se acabando em chamas. Viraram cinzas mais de 200 anos de história e um grande centro de estudos. Especialistas afirmam que as perdas foram incalculáveis. Assim como o Museu Nacional, centros de cultura, sejam eles grandes, médios ou pequenos, espalhados pelo País, estão totalmente abandonados pela falta de política e por mal vontade de gestores que não dão a mínima para a cultura.

Em São Bernardo do Campo, governada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), ao que parece, a cultura não é prioridade. Em março deste ano, indignados como a Cultura do município estava sendo tratada, um coletivo que se intitula “Mais Cultura SBC” colocou outdoors em pontos estratégicos da cidade com a seguinte frase “Socorro! Estão Desmontando A Cultura Em São Bernardo!”.

Agora, imagens que o ABCD Maior teve acesso mostram o estado de abandono da casa pertencente à Seção de Patrimônio de São Bernardo do Campo, na rua João Pessoa, no Centro da Cidade.

Espaço que guardava grande parte da memória do município, desde a sua formação, e também servia como fonte de pesquisa para estudantes, se não tiver uma intervenção do poder público, pode ter o mesmo destino que o Museu Nacional.

Todo o acervo que antes ficava no local, agora é guardado na Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Santa Terezinha, na Rua Alameda Glória. O problema, segundo funcionários da escola, é que lá é tão precário quanto a casa Seção de Patrimônio de São Bernardo do Campo. “Em dias de chuva, temos que ficar mudando tudo de lugar para o acervo não se molhar e ser danificado”, diz um funcionário da Emeb, que pediu anonimato com medo de represálias da administração. “A Emeb precisa ser revitalizada e reformada com urgência. Caso contrário, logo, logo teremos mais uma tragédia cultural”, completa.

Outo espaço que pede socorro em São Bernardo é a Casa de Cultura, localizada na Rua Marechal Deodoro, também no Centro. “O patrimônio cultural de São Bernardo, apesar do esforço dos funcionários responsáveis, está completamente abandonado pela atual gestão da cidade. Está caindo aos pedaços”, afirma Flávio Campos, morador da cidade.

Na gestão do então prefeito Luiz Marinho (2009 a 2016), a Chácara Silvestre, um importante equipamento cultural de São Bernardo e que estava há anos abandonado, foi o primeiro patrimônio cultural restaurado da história da cidade. Hoje, o local é referência no município e muito procurado pelos amantes da cultura.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

Veja também

Esquece CPMF. Proposta econômica de Bolsonaro é muito pior (para os pobres)

Nesta semana, todas as atenções se voltaram para a declaração de Paulo Guedes, guru financ…