Início Categorias Cidades Presidente do TRF4 barra habeas corpus e mantém Lula preso

Presidente do TRF4 barra habeas corpus e mantém Lula preso

Comentários desativados em Presidente do TRF4 barra habeas corpus e mantém Lula preso
0
4,029

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Carlos Eduardo Thompson Flores, determinou a suspensão do habeas corpus que concedia a liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Thompson Flores retirou do desembargador Rogério Favreto, em plantão no TRF-4, o recurso de deputados do PT que pedia liminarmente a liberdade imediata de Lula.

O habeas corpus foi concedido na manhã de hoje. Durante todo o dia, a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba se recusou a cumprir a ordem judicial. Primeiro por orientação do juiz de primeira instância Sérgio Moro e, depois, do relator do TRF4 que endossou a condenação de Lula, Gebran Neto.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, em troca de mensagens com a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), que cobrava o cumprimento da ordem pela PF, admitiu que o órgão tentava ganhar tempo até que viesse uma decisão como a de Thompson Flores.

Ao longo do dia, juristas ouvido pela RBA criticaram duramente as tentativas de Moro e do TRF4 de inviabilizar o cumprimento do despacho do desembargador Favreto, considerado um ato de desobediência que afronta o Direito.

No canal pago de notícias Globonews, colunistas, repórteres, convidados e entrevistados faziam uma “cobrança” sem disfarces para que o presidente do TRF4 entrasse na história com objetivo de assegurar-lhe apoio midiático para que tomasse a decisão que tomou.

Baseado em argumentos constitucionais, Favreto já havia refutado as intervenções de Moro e do relator da Lava Jato no TRF4, mantendo a ordem de soltura e dando prazo para seu cumprimento. A entrada de Thompson Flores no imbróglio se deu a pretexto de desfazer um suposto conflito de posições de duas autoridades subordinadas ao seu comando.

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Documento comprova esquema ilegal de mensagens pelo WhatsApp

A Folha de S. Paulo obteve uma troca de e-mails confirmando que a Croc Services, uma das e…