Início Sua Opinião Reajustes de 10% de planos médicos e de 15% da energia elétrica. Onde o Brasil vai parar?

Reajustes de 10% de planos médicos e de 15% da energia elétrica. Onde o Brasil vai parar?

Comentários desativados em Reajustes de 10% de planos médicos e de 15% da energia elétrica. Onde o Brasil vai parar?
0
5,535

Os brasileiros estão sendo surpreendidos nesta semana por reajustes cavalares em serviços básicos. E não há alternativa para o usuário: paga ou fica sem. Para os planos médicos, o reajuste foi de 10%, quando a inflação dos custos de saúde, medido pelos próprios planos, foi de 5,8%. Ou seja, se o governo do ilegítimo Michel Temer liberasse este valor, as operadoras ficariam felizes.

O ministro da Saúde, suscetível a demandas dos planos médicos, além deste presente, deu outro: criou a co-participação nos planos. Ou seja, além de pagar as mensalidades, você, usuário, vai ter de arcar ainda com até 40% do valor anual do plano com exames e médicos.

O argumento é o mesmo usado quando da estipulação de cobrança por bagagem por fora do preço da passagem. A justificativa era que isso iria aumentar a concorrência e baratear o produto. Hoje vemos que, além de subir o preço das passagens, se paga também pelas bagagens.

O mesmo deve ocorrer com os planos de saúde. Com um agravante enorme: a deterioração do SUS (Sistema Único de Saúde) a partir da redução de gastos em saúde. Ou seja, vai piorar a qualidade do que já está difícil.

Na cobrança da energia elétrica, um verdadeiro crime está ocorrendo há meses. Com inflação de 3% ao ano, reajustar em 15% a conta de luz é um verdadeiro assalto. Já foram acionadas as chamadas bandeiras amarelas e vermelhas por causa da falta de chuvas. Então, por que tanto reajuste da conta para o consumidor?

Será que já estão aumentando os preços para quem comprar na privatização? Assim, não vai parecer que aumentou demais? Será um novo golpe para arrancar mais dinheiro dos trabalhadores?

Como um governo ilegítimo pode fazer tanto mal a um país! Só mesmo com eleições livres, democráticas, com todos os candidatos, com a autoridade e legitimidade de quem ganhar e com políticas serias não entreguistas é que vamos retomar o Brasil para os brasileiros.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Sua Opinião
Fechado para comentários

Veja também

Humanização era o diferencial de profissionais do programa Mais Médicos

A saída dos profissionais cubanos do programa Mais Médicos, anunciada na semana passada, n…