Home São Bernardo do Campo 500 famílias podem perder o lar com reintegração de posse de terreno da família Skaf

500 famílias podem perder o lar com reintegração de posse de terreno da família Skaf

4,993

Uma disputa judicial envolvendo moradores de uma gleba de terra e a família Skaf, que se arrasta desde 1997, pode desapropriar cerca de 500 famílias que moram no local em São Bernardo do Campo. Os moradores alegam que o interesse dos proprietários se manifestou só após a alta dos preços dos terrenos com as obras do Rodoanel, que passa ao lado do Jardim Skaf, próximo ao Batistini.

A área com mais de 85 mil metros quadrados abriga cerca de 500 famílias. Muitas delas moram no local há mais de três décadas. Os moradores da comunidade têm a expectativa de que o grupo de trabalho que atua nos casos de reintegração o Grupo de Apoio às Ordens Judiciais de Reintegração de Posse (Gaorp) consiga intermediar um acordo e o local seja considerado de interesse social.

Em 2005, um acordo entre o então prefeito Luiz Marinho (PT) e o Ministério Público barrou a ação judicial com a condição da Prefeitura cadastrar todas as famílias e apresentar um projeto habitacional.

O vereador Tião Mateus (PT) lembra que foram comercializados lotes para os moradores mais antigos do local. “O que estamos vendo aqui é um verdadeiro absurdo. Tem morador, inclusive, com documento comprovando a compra. O que não pode agora é a Justiça arrolar todo mundo a pedido da família Skaf que é a dona da área”, pondera Mateus.

O advogado Humberto Rocha, que assessora juridicamente os moradores do Jardim Skaf, ressalta que a gleba tem vários tributos municipais atrasados.

Ainda de acordo com Tião Mateus, as famílias não têm para onde ir e defende a permanência delas no local. “O prefeito Orlando Morando (PSDB) deveria, via decreto, considerar a gleba de interesse social e evitar a remoção das famílias”, cobra o vereador.

A esperança dos moradores do Jardim Skaf, em São Bernardo do Campo, é que o Gaorp possa intermediar um acordo envolvendo as partes, evitando, assim, a reintegração de posse da área.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em São Bernardo do Campo
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Ford fechará em novembro fábrica de São Bernardo. 3,2 mil trabalhadores serão demitidos

A Ford vai fechar as portas de sua fábrica de São Bernardo do Campo em novembro deste ano.…