Home Sua Opinião É prática do PPS vereadora da capital empregar família em prefeituras tucanas e ajeitar amigos?

É prática do PPS vereadora da capital empregar família em prefeituras tucanas e ajeitar amigos?

3,592

O PPS, partido da base de sustentação do ilegítimo Michel Temer, em Brasília, e de Geraldo Alckmin, em São Paulo, tem uma vereadora em São Paulo – Soninha Francine – que gosta muito de ajudar um certo “segmento” da sociedade. Nesta semana, jornais deram destaques para essa parlamentar pelo que ela não fez pela população e sim por sua família e amigos.

Dois apoiadores de sua campanha, que fizeram doação eleitoral para a candidata, foram beneficiados com indicações da parlamentar para a Prefeitura de São Paulo enviar R$ 100 mil para uma e R$ 160 mil para outra. O interessante ainda é que uma destas organizações é dirigida por assessor parlamentar de um deputado do PPS.

Além disso, a vereadora do PPS arrumou emprego em prefeituras do PSDB para seu pai, sua mãe e suas duas filhas. Soninha alega que foi por competência que eles foram nomeados. A família é competente só nos governos tucanos? Por que será que não prestaram concursos públicos e disputaram cargos como todo mundo? Aí, sim, veríamos a tal competência.

O curioso é que o PPS se “vangloria” de ser um partido ético (quando isso é obrigação), a favor da Ficha Limpa e que tem até um deputado federal do ABC – Alex Manente – que quer mudar a Constituição para que condenados em segunda instância na Justiça possam ser presos. Este deputado é o mesmo que aprovou a reforma trabalhista (acabando com direitos dos trabalhadores) e também votou a favor da terceirização, alegando que as duas medidas gerariam empregos. Você que é trabalhador sabe na prática o quanto estas duas leis são danosas aos assalariados.

Hoje, com as duas reformas aprovadas, o Brasil bate o recorde de desemprego. Alex Manente também iria votar a favor da reforma da Previdência, que só não avançou no Congresso Nacional graças à luta do povo brasileiro. Este é o deputado federal que anda por São Bernardo e o Estado de São Paulo em busca de votos para ficar em Brasília por mais quatro anos.

Esse é um retrato do que faz o PPS. A denúncia envolvendo a vereadora Soninha tem três dias e o partido ainda não se pronunciou. A cobrança da ética vale apenas para os outros? E o deputado Alex Manente também não vai se pronunciar?

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Sua Opinião
Comentários estão bloqueados.

Verifique também

Ford fechará em novembro fábrica de São Bernardo. 3,2 mil trabalhadores serão demitidos

A Ford vai fechar as portas de sua fábrica de São Bernardo do Campo em novembro deste ano.…