Início Mauá Com repasses atrasados, Fundação do ABC deixará de administrar saúde de Mauá

Com repasses atrasados, Fundação do ABC deixará de administrar saúde de Mauá

Comentários desativados em Com repasses atrasados, Fundação do ABC deixará de administrar saúde de Mauá
1
5,303

A Fundação do ABC (FUABC) protocolou documento na Prefeitura de Mauá oficializando a decisão de romper contrato com o munícipio a partir do próximo dia 30. A entidade alega não haver mais condições de prestar serviços ao munícipio uma vez que a Prefeitura lhe deve, desde 2015, R$ 123 milhões.

A fundação informa que cobrará esse passivo na Justiça. Atualmente, a FUABC administra o Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini e presta serviço a 23 unidades básicas de Saúde (UBSs) e três unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município. Pelo contrato, o Executivo de Mauá deve repassar R$ 15 milhões mensalmente à Fundação do ABC.

No fim do ano passado, a organização chegou a estudar a interrupção dos serviços prestados à cidade por conta destes débitos da ordem de R$ 123 milhões. Desde então, as partes estavam em negociação para que os serviços não fossem suspensos no município.

No fim de março, Ricado Burdelis, ex-secretário de Saúde, prorrogou por mais 90 dias o convênio com a FUABC. Porém, ao término do mês seguinte, ele pediu demissão do cargo e, no dia 9 de maio, o prefeito Atila Jacomussi foi preso no âmbito da Operação Prato Feito sem ter escolhido o seu substituto, o que acabou congelando as negociações de vez.

A direção da FUABC destaca que, além da dívida milionária, Mauá não vem cumprindo com o valor integral da mensalidade. Por conta disso, o contrato serviços serão encerrados no fim deste mês. A Prefeitura de Mauá ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Mauá
Fechado para comentários

Veja também

WhatsApp exclui contas que divulgaram mentiras em massa para prejudicar Haddad

O WhatsApp anunciou que baniu na sexta-feira (19) as contas associadas às empresas que faz…