Início Mauá Com repasses atrasados, Fundação do ABC deixará de administrar saúde de Mauá

Com repasses atrasados, Fundação do ABC deixará de administrar saúde de Mauá

0
1
4,041

A Fundação do ABC (FUABC) protocolou documento na Prefeitura de Mauá oficializando a decisão de romper contrato com o munícipio a partir do próximo dia 30. A entidade alega não haver mais condições de prestar serviços ao munícipio uma vez que a Prefeitura lhe deve, desde 2015, R$ 123 milhões.

A fundação informa que cobrará esse passivo na Justiça. Atualmente, a FUABC administra o Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini e presta serviço a 23 unidades básicas de Saúde (UBSs) e três unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município. Pelo contrato, o Executivo de Mauá deve repassar R$ 15 milhões mensalmente à Fundação do ABC.

No fim do ano passado, a organização chegou a estudar a interrupção dos serviços prestados à cidade por conta destes débitos da ordem de R$ 123 milhões. Desde então, as partes estavam em negociação para que os serviços não fossem suspensos no município.

No fim de março, Ricado Burdelis, ex-secretário de Saúde, prorrogou por mais 90 dias o convênio com a FUABC. Porém, ao término do mês seguinte, ele pediu demissão do cargo e, no dia 9 de maio, o prefeito Atila Jacomussi foi preso no âmbito da Operação Prato Feito sem ter escolhido o seu substituto, o que acabou congelando as negociações de vez.

A direção da FUABC destaca que, além da dívida milionária, Mauá não vem cumprindo com o valor integral da mensalidade. Por conta disso, o contrato serviços serão encerrados no fim deste mês. A Prefeitura de Mauá ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Mauá

Deixe uma resposta

Veja também

Lula estreia como comentarista de futebol do Papo com Zé Trajano

Torcedor apaixonado pelo Corinthians, o ex-presidente Lula fez ontem (18) sua estreia como…