Início Categorias Cidades Câmara de São Caetano aprova fim de repasse ao Consórcio Intermunicipal

Câmara de São Caetano aprova fim de repasse ao Consórcio Intermunicipal

Comentários desativados em Câmara de São Caetano aprova fim de repasse ao Consórcio Intermunicipal
0
2,428

A Câmara Municipal de São Caetano do Sul aprovou ontem (19) o corte de repasse ao Consórcio Intermunicipal Grande ABC no valor de R$ 1,2 milhão. Durante a votação, os vereadores fizeram uma série de críticas aos trabalhos realizados pela entidade presidida pelo prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB).

Na quarta-feira (18), os prefeitos Atila Jacomussi (Mauá, PSB), Lauro Michels (Diadema, PV), José Auricchio (São Caetano, PSDB) e Gabriel Maranhão (Rio Grande da Serra, PSDB) reuniram-se diretamente com o novo governador do Estado, Márcio França (PSB), no Palácio dos Bandeirantes, ignorando o papel de articulador regional do Consórcio e a gestão desastrosa de Orlando Morando à frente da entidade (leia a reportagem).

A cada dia que passa, o Consórcio perde a sua relevância muito em função da inoperância do atual presidente, Orlando Morando. Em outubro de 2017, Diadema deixou o colegiado. Agora, há rumores de que as próximas prefeituras a esvaziarem o fórum regional são as de São Caetano e de Mauá.

A emenda, de autoria de Edison Parra (PSB), retirou o Consórcio da lista das dez entidades que receberão valores de subvenção da Prefeitura de São Caetano, algo que a princípio teria o valor total de R$ 2,3 milhões e acabou reduzido para R$ 1,2 milhão.

Para Edison Parra, o repasse à entidade pode ser melhor aplicado na cidade. “Esse R$ 1,203 milhão pode ser muito melhor aplicado em programas sociais. O Consórcio pode querer rever a sua forma de atuação no futuro e essa Casa pode rever o seu posicionamento”, ressaltou o parlamentar.

Segundo vereadores, sob a gestão de Orlando Morando, a entidade não consegue desenvolver nenhum projeto voltado para São Caetano. Os parlamentares também criticaram a falta de diálogo com os vereadores durante as assembleias que reúnem apenas os prefeitos das seis cidades consorciadas.

Apesar de terem aprovado o fim do repasse ao Consórcio, o presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), garantiu que a medida não significa que o município deixará de integrar o colegiado.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Lula estreia como comentarista de futebol do Papo com Zé Trajano

Torcedor apaixonado pelo Corinthians, o ex-presidente Lula fez ontem (18) sua estreia como…