Início Categorias Cidades Lula reafirma, em carta, que segue tranquilo, mas indignado

Lula reafirma, em carta, que segue tranquilo, mas indignado

0
0
2,062

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou, ontem (16), carta de agradecimento ao apoio que está recebendo de diversas partes do mundo. Em especial, às pessoas que estão acampadas em Curitiba, onde está preso, cobrando a sua libertação. Cerca de mil pessoas estão em vigília no Acampamento Lula Livre desde a prisão do ex-presidente no último dia 7.

Na carta lida pela presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, Lula disse que ouviu as músicas cantadas durante o ato cultural realizado ontem (16) à tarde. “Eu ouvi o que vocês cantaram. Estou muito agradecido pela resistência e presença de vocês neste ato de solidariedade. Tenho certeza que não está longe o dia em que a Justiça valerá a pena. Na hora em que ficar definido que quem cometeu crime seja punido. E que quem não cometeu seja absolvido”, diz a mensagem.

O ex-presidente reafirma ainda a confiança na Justiça, as críticas aos condutores da Operação Lava Jato e a sua indignação. “Continuo desafiando a Polícia Federal da Lava Jato, o Ministério Público da Lava Jato, o Moro e a segunda instância a provarem o crime que alegam que eu cometi. Continuo acreditando na Justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado.”

Organizadores da vigília anunciaram, em entrevista coletiva, que a Comissão de Direitos Humanos do Senado foi autorizada a visitar o ex-presidente na sede da Polícia Federal. Afirmaram ainda que está sendo construído um acordo envolvendo a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, a Superintendência da Defesa Social e a Procuradoria Geral do Município, que alegam que o acampamento tem causado transtorno a moradores da região e ao atendimento da PF. Ficou acertada a manutenção do espaço da vigília e o direito à livre manifestação nas imediações da Superintendência da Polícia Federal.

Leia a íntegra da nota dos organizadores:

Vigília pela liberdade do presidente Lula se mantém

As organizações presentes ao acampamento Lula Livre informam que:

1 – A partir de acordo entre as lideranças do movimento com a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba, a Superintendência da Defesa Social e Procuradoria Geral do Município, acertou-se a manutenção do espaço da vigília e o direito à livre manifestação nas imediações da Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente Lula é mantido como preso político, bem como o trânsito na região ao longo do dia. A vigília e a luta continuam!

2 – Manteremos quatro tendas no local e estrutura de banheiros, de maneira a assegurar a estrutura necessária para a nossa vigilância e o direito ao uso do espaço para manifestação política. Seguiremos gritando todas as manhãs nosso “Bom dia Lula” e enviando força e mensagens ao ex-presidente ao longo do dia.

3 – O local do acampamento para o pernoite, porém, será transferido para outro espaço da cidade. O que será definido pelo movimento, de acordo com as possibilidades legais oferecidas, a partir de amanhã.

4 – O acordo, a ser efetivado até as 18h do dia 17/4, ainda suspende a multa de R$ 500 mil fixada pela 3ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central da Região Metropolitana de Curitiba.

5 – As atividades políticas e culturais da vigília democrática Lula Livre mantêm-se conforme programação a ser divulgada previamente.

6 – Agradecemos aos moradores que acompanham e apoiam há nove dias o movimento. São madrugadas frias, mas de calor humano, de aprendizado e relatos dos que desejam um Brasil mais justo. Aprendemos com vocês, na imensa solidariedade e entrega que esse momento da História nos colocou. Pedimos desculpas por qualquer contratempo a todos. Seguiremos juntos em vigília e nos espaços de debate, para onde estão todos e todas convidados.

7 – Reafirmamos que permaneceremos em luta não só em Curitiba, mas em todos os Estados onde se realizam acampamentos, atos e mobilizações pela liberdade de Lula. Amanhã (17) teremos atos em todo o País pela liberdade do ex-presidente.

8 – Lula livre!

Curitiba, 16 de abril de 2018

Acampamento Lula Livre

 

* Colaboração RBA

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades

Deixe uma resposta

Veja também

Lula, Requião e a Boca Maldita: ‘Ganhamos as eleições sem perder o caráter’

Lembro-me de um causo, realizado na Boca Maldita, no centro da cidade de Curitiba, narrado…