Início São Bernardo do Campo MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo

MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo

Comentários desativados em MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo
0
1,646

O Ministério Público Federal (MPF), em sua denúncia contra Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, homem forte do PSDB e ex-diretor do Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), coloca as cidades de Mauá e São Bernardo no meio da ação. De acordo com a acusação do MPF, ouve várias irregularidades, entre elas, desvios de recurso e fraude no cadastro do programa de reassentamento da empresa como contrapartida às obras do Trecho Sul do Rodoanel, envolvendo recursos de auxílio para mudança e direcionamento de unidades imobiliárias da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano(CDHU) em Mauá e São Bernardo.

Entre 2009 e 2010, período apurado na denúncia, os desvios chegaram a R$ 374,9 mil. Na ação, o MPF afirma que Paulo Preto teria ordenado que seis pessoas fossem incluídas indevidamente no programa. Estas pessoas trabalhavam para ele e receberam apartamentos da CDHU, o que incluía ex-empregadas domésticas da ex-mulher e da filha, babás dos netos e uma secretária do genro. A denúncia mostra que nenhuma destas pessoas morava no local por onde passaram as obras do Rodoanel. Logo, não teriam direito à moradia.

Paulo Preto foi denunciado por formação de quadrilha, peculato e falsidade ideológica. O grande temor da cúpula do PSDB é o de que Paulo Preto faça delação premiada.

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em São Bernardo do Campo
Fechado para comentários

Veja também

TCE suspende, mais uma vez, licitação de Orlando Morando para coleta de lixo em São Bernardo

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendeu, mais uma vez, a licitação do prefeito Orla…