Início São Bernardo do Campo MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo

MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo

Comentários desativados em MPF aponta desvio em reassentamento da Dersa em Mauá e São Bernardo
0
1,505

O Ministério Público Federal (MPF), em sua denúncia contra Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, homem forte do PSDB e ex-diretor do Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), coloca as cidades de Mauá e São Bernardo no meio da ação. De acordo com a acusação do MPF, ouve várias irregularidades, entre elas, desvios de recurso e fraude no cadastro do programa de reassentamento da empresa como contrapartida às obras do Trecho Sul do Rodoanel, envolvendo recursos de auxílio para mudança e direcionamento de unidades imobiliárias da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano(CDHU) em Mauá e São Bernardo.

Entre 2009 e 2010, período apurado na denúncia, os desvios chegaram a R$ 374,9 mil. Na ação, o MPF afirma que Paulo Preto teria ordenado que seis pessoas fossem incluídas indevidamente no programa. Estas pessoas trabalhavam para ele e receberam apartamentos da CDHU, o que incluía ex-empregadas domésticas da ex-mulher e da filha, babás dos netos e uma secretária do genro. A denúncia mostra que nenhuma destas pessoas morava no local por onde passaram as obras do Rodoanel. Logo, não teriam direito à moradia.

Paulo Preto foi denunciado por formação de quadrilha, peculato e falsidade ideológica. O grande temor da cúpula do PSDB é o de que Paulo Preto faça delação premiada.

 

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em São Bernardo do Campo
Fechado para comentários

Veja também

Ignorar o passado é característica do fim do século XX

Era 28 de junho de 1914 quando o jovem Gavrilo Princip, membro da organização nacionalista…