Início Categorias Cidades Campanha de vacinação contra febre amarela é prorrogada até 2 de março no ABC

Campanha de vacinação contra febre amarela é prorrogada até 2 de março no ABC

Comentários desativados em Campanha de vacinação contra febre amarela é prorrogada até 2 de março no ABC
0
3,926

A campanha de vacinação contra febre amarela foi prorrogada por mais duas semanas no Grande ABC com o objetivo de ampliar a cobertura. Em todo o Estado, cerca de 5,8 milhões de pessoas ainda são esperadas nos postos até o dia 2 de março para a imunização contra a doença.

Somente no ABC, 1,5 milhão de moradores ainda precisa ser vacinado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. A meta total inclui 2,3 milhões de pessoas que residem nas sete cidades da região. Desde o início da campanha, 841.037 moradores da região foram vacinados, sendo 811.693 deles com a dose fracionada e 29.344 com a dose padrão. A região tem cobertura vacinal de 36%.

Nos próximos dois sábados (24 e 2), as unidades de Saúde da região farão novos mutirões, das 8h às 17h, para imunizar os moradores que não podem comparecer aos postos de vacinação durante a semana. Apenas São Caetano não informou se vai prorrogar ou não a campanha de vacinação.

A campanha está sendo realizada com dose fracionada da vacina. O frasco convencionalmente utilizado na rede pública poderá ser subdividido em até cinco partes, sendo aplicado assim 0,1 ml da vacina. Estudos mostram que a vacina fracionada tem eficácia comprovada de pelo menos oito anos.

Deverão consultar o médico sobre a necessidade da vacina portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e doença falciforme. Não há indicação de imunização para grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como, por exemplo, Lúpus e Artrite Reumatoide). Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

TJ-SP proíbe Orlando Morando de demolir moradia próxima ao piscinão da Rua dos Vianas

Mãe de uma filha de 11 anos, Alessandra dos Santos Pierotti, moradora há mais de três déca…