Início Categorias Cidades Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC

Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC

Comentários desativados em Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC
0
4,992

A campanha de vacinação contra a febre amarela começou ontem (25) no ABC. A meta do governo do Estado é imunizar, até 17 de fevereiro, 2,3 milhões de moradores das sete cidades, número que corresponde a 84,7% da população local. Ao todo, 130 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da região oferecerão as doses fracionadas.

A cidade de Santo André vai realizar três “Dias D” para atender à demanda da população. O primeiro está marcado para este sábado (27), quando todas as UBSs da cidade funcionarão. Os demais mutirões ocorrem nos dias 3 e 17 de fevereiro.

Em São Bernardo do Campo, os postos de saúde também abrirão em três datas para a realização de mutirões. São eles 3, 4 e 24 de fevereiro.

Em São Caetano, a vacinação será realizada até 23 de fevereiro e três postos de Saúde terão horário de funcionamento estendido, até 20h. São eles: UBS Amélia Richard Locatelli (Santa Maria), Centro Policlínico Gentil Rstom (Nova Gerty) e UBS Nair Spina Benedicts (Santa Paula).

Diadema manterá as UBSs Eldorado e Paineiras abertas durante 24 horas para imunização. Além disso, todas as unidades funcionarão neste sábado (27) e nos dias 3 e 17 de fevereiro.

Em Mauá, todas as 23 unidades de Saúde aplicarão a vacina, das 8h às 17h. Além disso, dois sábados foram definidos como “Dias D”, 3 e 17 de fevereiro, para vacinação das pessoas.

A campanha nacional aplicará doses fracionadas da vacina contra a febre amarela, ou seja, a ampola de 0,5 ml será dividida em cinco doses (0,1 ml). Com isso, muda o tempo de proteção. A dose padrão é válida para toda a vida e a fracionada, tem duração de pelo menos 8 anos.

Para tomar a vacina, é necessário comparecer à UBS com carteirinha de vacinação, RG e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

O governo informou que as pessoas que têm viagem marcada para países que exigem a vacina contra a febre amarela precisam da dose convencional e, depois, do CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia). No ABC, apenas o Atende Fácil, de São Caetano, no Centro, emite o documento.

O Ministério da Saúde aponta 54 óbitos pela doença no País, sendo 24 em Minas Gerais, 22 em São Paulo, sete no Rio de Janeiro e um no Distrito Federal. Não há nenhuma morte suspeita no ABC.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Atividades físicas melhoram condição de criança autista

O autismo é um problema psiquiátrico que costuma ser identificado na infância, entre 1 ano…