Início Categorias Cidades Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC

Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC

Comentários desativados em Campanha contra a febre amarela pretende imunizar 85% da população do ABC
0
5,131

A campanha de vacinação contra a febre amarela começou ontem (25) no ABC. A meta do governo do Estado é imunizar, até 17 de fevereiro, 2,3 milhões de moradores das sete cidades, número que corresponde a 84,7% da população local. Ao todo, 130 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da região oferecerão as doses fracionadas.

A cidade de Santo André vai realizar três “Dias D” para atender à demanda da população. O primeiro está marcado para este sábado (27), quando todas as UBSs da cidade funcionarão. Os demais mutirões ocorrem nos dias 3 e 17 de fevereiro.

Em São Bernardo do Campo, os postos de saúde também abrirão em três datas para a realização de mutirões. São eles 3, 4 e 24 de fevereiro.

Em São Caetano, a vacinação será realizada até 23 de fevereiro e três postos de Saúde terão horário de funcionamento estendido, até 20h. São eles: UBS Amélia Richard Locatelli (Santa Maria), Centro Policlínico Gentil Rstom (Nova Gerty) e UBS Nair Spina Benedicts (Santa Paula).

Diadema manterá as UBSs Eldorado e Paineiras abertas durante 24 horas para imunização. Além disso, todas as unidades funcionarão neste sábado (27) e nos dias 3 e 17 de fevereiro.

Em Mauá, todas as 23 unidades de Saúde aplicarão a vacina, das 8h às 17h. Além disso, dois sábados foram definidos como “Dias D”, 3 e 17 de fevereiro, para vacinação das pessoas.

A campanha nacional aplicará doses fracionadas da vacina contra a febre amarela, ou seja, a ampola de 0,5 ml será dividida em cinco doses (0,1 ml). Com isso, muda o tempo de proteção. A dose padrão é válida para toda a vida e a fracionada, tem duração de pelo menos 8 anos.

Para tomar a vacina, é necessário comparecer à UBS com carteirinha de vacinação, RG e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

O governo informou que as pessoas que têm viagem marcada para países que exigem a vacina contra a febre amarela precisam da dose convencional e, depois, do CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia). No ABC, apenas o Atende Fácil, de São Caetano, no Centro, emite o documento.

O Ministério da Saúde aponta 54 óbitos pela doença no País, sendo 24 em Minas Gerais, 22 em São Paulo, sete no Rio de Janeiro e um no Distrito Federal. Não há nenhuma morte suspeita no ABC.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

TCE suspende, mais uma vez, licitação de Orlando Morando para coleta de lixo em São Bernardo

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendeu, mais uma vez, a licitação do prefeito Orla…