Início Categorias Cidades O vergonhoso acordo de 3 bilhões de dólares que a Petrobras quer fechar

O vergonhoso acordo de 3 bilhões de dólares que a Petrobras quer fechar

Comentários desativados em O vergonhoso acordo de 3 bilhões de dólares que a Petrobras quer fechar
0
11,644

A Petrobras informou, na quarta-feira (3), que vai fazer acordo com a Justiça dos Estados Unidos para pagar a investidores norte-americanos o valor de 3 bilhões de dólares, e assim colocar fim às ações judiciais. Para entender o caso, um grupo de investidores entrou na Justiça alegando que perdeu muito dinheiro por causa de corrupção na Petrobras e da operação Lava Jato. O argumento deles é que, como o valor da empresa diminuiu, perderam dinheiro.

Estranho argumento, já que todo mundo que entra no mercado de ações sabe que pode ganhar ou perder. Perde quando há problemas de mercado, falhas de produto, gestão fraudulenta etc. E ganha quando o preço do produto sobe no mercado mundial. Sempre foi assim. A Petrobras mais que triplicou seu valor de mercado depois da descoberta do pré-sal, aliás, era a única empresa do mundo que detinha essa tecnologia de exploração. Todos os aplicadores em ações, no Brasil e no exterior, ganharam muito dinheiro com a empresa. Não consta que algum tenha devolvido recursos para a Petrobras por conta de seus lucros. Na outra ponta, acionistas nacionais pedem à Justiça brasileira que lhes conceda a extensão do acordo com os americanos.

Agora, quando o preço da ação caiu, foram para a Justiça pedir ressarcimento? Parece brincadeira. Mas de lá para cá, os preços das ações da Petrobras estão se recuperando, subindo. Fica a pergunta: o investidor pedir ressarcimento, dá até para entender, levando-se em conta a lógica do capital, mas a Petrobras aceitar fazer esse acordo não, há uma clara inversão da lógica empresarial e do próprio mercado. Então, por que pagar? De onde vai sair este recurso? Por que aceita efetuar pagamento agora?

A gasolina não para de subir, o diesel explode de preço e vai sendo repassado para produtos como o gás de cozinha, que teve uma elevação de preço de mais de 70% em 6 meses. Esta é a reposta para “de onde vai sair o dinheiro para pagar esse acordo bilionário”: do Brasil, do bolso dos trabalhadores direto para a mão de especuladores.

A alegação da Petrobras é que, se a ação seguir em frente, poderá sair mais caro. A Petrobras deveria estar zelando pelos interesses estratégicos do Brasil e não concordando tácita e rapidamente com esses investidores externos.

Com base em quê a Petrobras diz isso se o preço das ações está subindo? A defesa jurídica da empresa está sendo bem feita? Por que a pressa em fechar esse acordo? E se a Petrobras ganhar nas instâncias superiores de lei?

Só para se ter ideia do valor que está em jogo, a Companhia Vale do Rio Doce, uma das maiores mineradoras do mundo, com reservas de ferro que durariam mais 100 anos, foi privatizada (ou melhor, doada) por Fernando Henrique Cardoso por meros 3 bilhões de dólares.

Pedro Parente, o entreguista que administra a Petrobras, não pode fechar este acordo, sem um amplo debate com a sociedade brasileira. Na cotação do dólar de hoje (4), o acordo representa cerca de R$ 10 bilhões, ou seja, um terço do valor investido em um ano pelo Bolsa Família ou dois orçamentos anuais de uma cidade como São Bernardo do Campo. E tudo isso será desembolsado sem que tenha havido sequer um julgamento. Aí tem coisa!

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Em visita à Toyota, Coletivo de Políticas Industriais do SMABC debate políticas para o futuro da região

O Coletivo de Políticas Industriais do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC) visitou a…