Início Santo André Parcerias permitem a Santo André ensinar futebol bilíngue para jovens de 7 a 17 anos

Parcerias permitem a Santo André ensinar futebol bilíngue para jovens de 7 a 17 anos

0
0
1,631

A Prefeitura de Santo André firmou parcerias com a iniciativa privada para ensinar, por meio do futebol, inglês para jovens jogadores de 7 a 17 anos. A formação será desenvolvida pelo projeto social Meninos de Ouro e tem o apoio, por exemplo, do Instituto Brasil, Higher Bridge, Coop e EMS (multinacional brasileira de produtos farmacêuticos). Após selarem acordo, ficou definido que administração municipal será responsável por fornecer campos municipais e estrutura para desenvolver o projeto inovador e pioneiro no País: o futebol bilíngue.

A ação visa aumentar as habilidades dos adolescentes em Santo André. No futebol, cada garoto é instruído tecnicamente para melhorar sua performance, sempre orientados pelos técnicos e professores por meio da língua inglesa. Cerca de 170 meninos já estão inseridos no projeto.

“Agradeço a todos os parceiros que tiraram este projeto do papel. A EMS, reconhecida mundialmente no setor farmacêutico, a Coop, modelo de cooperativa de consumo, o Instituto Brasil e a Higher Bridge colocaram o projeto em ação. Este tipo de parceria é a melhor forma de melhorar a vida das pessoas. Este projeto é inovador, traz a educação em sua essência reunindo um idioma somado a prática esportiva”, comentou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

As atividades são desenvolvidas em três campos: Vasco da Gama (segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 16h), Ouro Verde (terças e quintas-feiras, das 9h às 10h30 e das 14h30 às 16h) e, para o alto rendimento, no campo do Nacional, às sextas-feiras, das 14h às 15h30. A inscrição para os futuros craques é gratuita e feita diretamente nos campos. O uniforme e material também são cedidos sem custos.
“Trabalhamos há alguns anos com este método bilíngue, sempre querendo inovar por meio do futebol. Pensamos em deixar um legado além da modalidade e sabemos que falar mais de um idioma hoje é primordial. É um legado que não ficará para trás, porque é conhecimento”, contou Eleazar Santiago, diretor geral da Higher Bridge, que realiza o programa.

Além do esporte, os meninos recebem uma apostila em inglês que serve de base para as atividades em campo. Vale lembrar ainda que o jovem recebe atendimento semestral de oftalmologista, dentista e clínico geral, fornecidos pela Prefeitura.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Santo André

Deixe uma resposta

Veja também

Mauá vai aumentar em 20% arrecadação com o IPTU em 2018

Os vereadores de Mauá aprovaram correção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) pa…