Início Santo André Acisa e Ciesp criticam projeto do prefeito Paulo Serra que reajusta IPTU 2018 em 118%

Acisa e Ciesp criticam projeto do prefeito Paulo Serra que reajusta IPTU 2018 em 118%

0
0
320

A previsão de aumento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), cogitada pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), tem desagradado entidades representativas dos setores de comércio e indústria. De acordo com o projeto enviado pelo governo à Câmara para votação, a estimativa de arrecadação com o imposto para o ano que vem é de R$ 581,1 milhões, um aumento de 118,18%, com teto para cada segmento. Para imóveis residências, por exemplo, esse limite é de até 50%. Para apartamentos e comércios, 60%. Indústrias e terrenos ficam, respectivamente, em 70% e 80%.

Assim que o governo divulgou o projeto de aumento do IPTU, o diretor regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), em Santo André, Emanuel Teixeira, fez duras críticas ao prefeito Paulo Serra. Segundo ele, há um grande número de desempregados na cidade, 300 mil empresas foram fechadas nos últimos três anos e, caso ocorra o aumento nesse índice, diversas empresas devem deixar a cidade e se mudar para Taubaté, por exemplo, onde há isenção de IPTU.

O presidente da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), Evenson Dotto, disse que 60% a mais de tributo será um reajuste muito pesado para os comerciantes. Dotto ressalta que é preciso ter aumento, mas não concorda com o percentual apresentando. Ele pondera que isso faz com que empresários pensem se realmente vale a pena investir na cidade.

Para o ex-presidente da subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Santo André Fabio Picarelli, o momento não é oportuno para aumento do imposto. Ele reitera que a cidade pode sofrer avalanche de ações judiciais questionando o aumento do tributo.

Diante das críticas, o superintendente da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos de Santo André, Leandro Petrin, assegurou, na sexta-feira (24), que a alta do IPTU em até 60% para estabelecimentos comerciais e 70% para o segmento industrial, prevista no projeto de lei do Executivo, não resultará em desempregos na cidade.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Santo André

Deixe uma resposta

Veja também

Mauá vai aumentar em 20% arrecadação com o IPTU em 2018

Os vereadores de Mauá aprovaram correção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) pa…