O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), reservou R$ 6,3 milhões para emendas de vereadores no Orçamento de 2018. A peça deve ser votada pela Câmara no início do mês que vem. Ao todo, cada um dos 21 parlamentares terá o direito de destinar até R$ 300 mil para melhorias em iluminação públicas e intervenções de infraestrutura urbana, além de doações para entidades filantrópicas.

O superintendente da Unidade de Assuntos Institucionais e Comunitários, Carlos Bianchin, disse que o recurso está dentro da estimativa dos parlamentares. Segundo ele, o valor para emendas está dividido em três faixas iguais de R$ 100 mil para ser aplicado em melhorias na iluminação pública, obras de infraestrutura urbana e livre indicação (o vereador apresenta a instituição de caridade a ser beneficiada ou opta por obras e iluminação).

O presidente da Câmara Municipal de Santo André, Almir Cicote (PSB), ressaltou que Serra relatou as dificuldades financeiras do governo, mas aceitou o pedido dos parlamentares. Apesar de reservadas, as emendas não são impositivas, ou seja, o prefeito não é obrigado a cumpri-las.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Política
Fechado para comentários

Veja também

Humanização era o diferencial de profissionais do programa Mais Médicos

A saída dos profissionais cubanos do programa Mais Médicos, anunciada na semana passada, n…