Início Sua Opinião Filha relata drama da mãe por cirurgia na rede de Saúde de São Bernardo

Filha relata drama da mãe por cirurgia na rede de Saúde de São Bernardo

0
0
3,446

O drama pelo qual a minha mãe, Ionice Pereira de Lima, de 60 anos, está passando começou há mais de um mês. Após sentir dores na região pélvica, ela foi até a UBS/Policlínica do Alvarenga, na qual é cadastrada. De cara, já estranhamos o fato de o médico, doutor Felipe, não tê-la examinado nem solicitado a realização de exames, a diagnosticado com infecção de urina e receitado antibiótico. Ele só poderia ser vidente!

Ela tomou o remédio por sete dias e voltou na semana seguinte para se consultar com o mesmo médico. Novamente, sem solicitar exames, receitou um novo antibiótico, já que, segundo ele, a infecção de urina continuava. Mais uma semana transcorrida e o sofrimento de minha mãe crescendo. Agora, ela nem conseguia mais andar pois estava com caroço na vagina. A levamos ao Hospital Municipal Universitário (HMU) de São Bernardo do Campo, que é especializado em Ginecologia.

O médico do HMU examinou a minha mãe e constatou que ela estava com bexiga caída e, além disso, o seu útero estava baixo. Prestativo, ele nos orientou a voltar à UBS e procurar o doutor Felipe para que ele nos desse o encaminhamento para a cirurgia.

Pois bem! Minha mãe retornou à Unidade Básica de Saúde e, com muito custo, o doutor Felipe a encaminhou para a cirurgia dizendo que “seria com urgência, pois ela não poderia sair de casa nem andar, fora o desconforto que sentia”.

Mesmo com o pedido de urgência, mais de 30 dias já se passaram e nada do procedimento cirúrgico. Todas as guias que ela possuía estão na UBS do Alvarenga. Lá, os funcionários informam que já está no sistema e é preciso aguardar porque realizam uma cirurgia dessa por mês.

Nos passaram o telefone da Ouvidoria, mas ninguém consegue falar! Enfim, já fizemos de tudo e, a cada dia que passa, a sua saúde piora e nada é resolvido. Não sabemos mais a quem recorrer nem o que fazer!

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Sua Opinião

Deixe uma resposta

Veja também

Natal solidário: compre presentes produzidos por seu vizinho

A um pouco mais de um mês do Natal, muita gente deve estar pensando no que dar para filhos…