Início São Bernardo do Campo Modo tucano de governar. A revista Época mostra como funciona

Modo tucano de governar. A revista Época mostra como funciona

0
0
830

Todos fomos surpreendidos neste sábado (4) ao ver a revista Época nos mostrar o porquê da investigação do secretário municipal de Gestão Ambiental, Mario de Abreu, do governo tucano de Orlando Morando. Com a maior cara de pau, uma funcionaria nomeada pelo prefeito falou em grupo de WhatsApp que comprou a nomeação dando em troca seu carro como pagamento.

Um carro de 40 mil reais por um emprego de 5.500 reais por mês. Orlando Morando disse que nomearia pessoas preparadas, com nível técnico e capacitadas para os cargos. Foi assim sua campanha inteira. Agora vai se mostrando como seu secretário e vereador pelo PSDB agiu. De fato, a nomeação não foi política, foi pior, foi comprada.

A reportagem aborda a necessidade de aprofundar a investigação, já que pode até haver mais algum caso desse tipo, além de citar as fortes suspeitas de venda de laudos ambientais, autorização de corte de arvores e isentar multas já dadas em troca de dinheiro. É preciso aguardar as investigações. Mais: a publicação informa que o prefeito precisa se explicar.

Noticia que existe uma funcionária fantasma, na mesma secretaria, que seria a sogra da denunciante. Oras, se, apesar de ter comprado a vaga, ela ia trabalhar todos os dias, imagina qual a negociata para se ter um cargo e sequer marcar ponto. O Ministério Público vai ter muito trabalho ai.

E Orlando Morando precisa se explicar: como ele nomeia uma pessoa que sequer aparece para trabalhar? Não viu? Era ele que, em todos estes anos, gritava em carros de som que era um absurdo as coisas acontecerem no governo federal e os presidentes petistas não saberem. Agora como ela vai explicar que no prédio em que ele trabalha, a mulher era fantasma? Bem debaixo do nariz dele. Detalhe, estamos falando de denúncia em apenas uma das 21 secretarias. Mais uma informação que desmente Orlando Morando.

O prefeito fez um jornal que garante que economizou muito dinheiro e deu vários exemplos, inclusive, que havia cortado um contrato de aluguel de carros com motoristas e que cada secretario iria trabalhar com seu próprio veiculo, dirigindo. Deu até os valores “economizados”. Agora, a revista informa que o motorista particular do secretário/vereador era nomeado na Secretaria de Coordenação Governamental.

Onde está a economia? Um motorista da locadora de carros recebia o salário da categoria de condutor, equivalente a cerca de R$ 1.300 por mês. Na Secretaria de Coordenação Governamental, ninguém ganha menos que 3.000 reais por mês. Onde está a economia? E você, eleitor, que ouviu muitas promessas na campanha, que acreditou e votou em Orlando Morando, vai vendo agora o tamanho das mentiras contadas, antes e depois das eleições.

O prefeito vir a público dizer que exonerou os três funcionários da Gestão Ambiental, que vai apurar e que não aceita corrupção não é resposta à sociedade.

Primeiro, foi preciso um agente de fora mostrar o que acontecia sob suas barbas. Depois, ele foi obrigado pelo Ministério Público a exonerar os três. Qualquer um que entrar no site e no Facebook de Orlando Morando e do ex-secretário vai ver que, além de serem do mesmo partido, PSDB, os dois são próximos. Próximos até demais. Confira abaixo o álbum de fotos dos dois.

[layerslider id=”10″]
Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em São Bernardo do Campo

Deixe uma resposta

Veja também

Natal solidário: compre presentes produzidos por seu vizinho

A um pouco mais de um mês do Natal, muita gente deve estar pensando no que dar para filhos…