Início Categorias Geral 30 de outubro, 38 anos sem Santo Dias

30 de outubro, 38 anos sem Santo Dias

Comentários desativados em 30 de outubro, 38 anos sem Santo Dias
0
2,866

Santo Dias, metalúrgico de São Paulo, militante da Pastoral Operária e da Oposição Metalúrgica, da direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, foi brutalmente assassinado pela Policia Militar do Estado em frente à fábrica de lâmpadas Silvania, no dia 30 de outubro de l979, durante um piquete, em uma greve que reivindicava mais salários e mais direitos.

Naquele ano de 1979, o sindicato de pelegos não assumiu a greve como deveria e os militantes é que foram para a linha de frente. Traidores sempre houve, aliás, são os mesmos que hoje negociam nossos direitos no Congresso Nacional.

Santo Dias foi mais um lutador das causas populares a dar sua vida, movido por sua fé, nas lutas de nosso povo. Sua história aparece no filme Eles Não Usam Black Tie, em músicas como a cantada por Elis Regina, o Bêbado e o Equilibrista, e em centenas de filmes, livros e artigos.

Sua morte não foi em vão. Muitos avanços se conseguiu a partir das lutas dos anos 1970, avanços em direitos, avanços em conquistas e avanços em organização popular. Ele foi mais um em meio a outros tantos anônimos que sempre lutaram para que tivéssemos uma vida melhor.

Neste momento político atual, em que um governo ilegítimo tenta retirar nossos direitos, lembrar de Santo Dias é fortalecer nossa fé na luta por uma vida melhor.

Santo Dias presente na luta do povo brasileiro.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Geral
Fechado para comentários

Veja também

Travesti é assassinada a facadas sob os gritos de ‘Bolsonaro vai matar viado’

A população LGBTI+ do ABC acordou na segunda-feira (22) com a notícia de um assassinato br…