Início Categorias Cidades Trabalho no mundo: Carros elétricos e o emprego alemão

Trabalho no mundo: Carros elétricos e o emprego alemão

Comentários desativados em Trabalho no mundo: Carros elétricos e o emprego alemão
0
3,489

Empresas do setor automotivo mundial, tanto montadoras como fornecedoras, têm voltado olhares e esforços ao desenvolvimento de carros elétricos, como o futuro da indústria do setor. As mudanças dos motores a combustão para os elétricos, com metas de implantação já determinadas em vários países do mundo: Reino Unido (2040), França (2040), Alemanha (2030), Índia (2030), Noruega (2025), Suécia (2019), no entanto têm provocado o debate sobre os empregos nesses países.

Durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, realizado no mês passado, o presidente da Associação Europeia de Fornecedores Automotivos, Roberto Vavassori, advertiu que uma corrida precipitada aos carros elétricos entregaria os negócios à China, que, com a Coreia do Sul e o Japão, domina a produção de baterias para tais veículos.

“Produzam baterias ou percam empregos”, afirmou durante o debate que dominou o Salão, sobre a redução de poluentes, com extinção de motores tradicionais.

Os efeitos do carro elétrico nos empregos na Alemanha já ultrapassaram as fronteiras do setor automotivo e também atingiram as disputas políticas eleitorais. Além da criação de diversas estações de recarga, que pode ter custo elevado, milhões de empregos dependem da produção de motores de combustão interna.

Membro do Partido Verde da Alemanha, Dieter Janecek, que defende o fim dos motores a combustão, por conta da emissão de poluentes que produzem, disputou a reeleição na Baviera, o ‘B’ da fabricante de veículos BMW.

A proibição de motores a combustão a partir de 2030 na Alemanha afetaria mais de 600 mil empregos, diretos e indiretos, segundo estudo encomendado pela Associação da Indústria Automobilística do país.

Crédito: Tribuna Metalúrgica, edição 4146, 4 de outubro de 2017, página 2

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

Natal solidário: compre presentes produzidos por seu vizinho

A um pouco mais de um mês do Natal, muita gente deve estar pensando no que dar para filhos…