Início Categorias Cidades Moradores do Pós-Balsa cobram Orlando Morando sobre fechamento de comércios e acesso ao bairro

Moradores do Pós-Balsa cobram Orlando Morando sobre fechamento de comércios e acesso ao bairro

Comentários desativados em Moradores do Pós-Balsa cobram Orlando Morando sobre fechamento de comércios e acesso ao bairro
0
887

Os moradores do Pós-Balsa sofrem com a decisão do prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, de interditar comércios e determinar o fechamento de acessos por via terrestre para veículos de grande porte no local. Cerca de um mês depois, essa situação continua sem solução.

Na quarta-feira (4), um grupo de moradores da região reuniu-se na Associação de Moradores do Taquacetuba e estabeleceu uma agenda de trabalho com o objetivo de forçar o prefeito Orlando Morando (PSDB) a rever essa decisão.

Os moradores reclamam que, além de enfrentar o fechamento das casas comerciais e acesso aos bairros, outros problemas como filas gigantes na balsa e demora nos horários de ônibus também são frequentes no dia a dia da população local.

Karina Louzano, proprietária de um depósito de material de construção há mais de 30 anos, está indignada com a postura de Orlando Morando e diz que não existe diálogo com a gestão atual que administra a cidade. “Só quem está sendo prejudicado é quem mora aqui no Pós-Balsa. Com o fechamento dos depósitos, 30 pessoas ficaram sem trabalho. O prefeito impõe sua vontade e pronto”, lamenta.

André Luiz Martines, também comerciante da região, ressaltou que toda a população local vem sendo desrespeitada e acusa a Guarda Civil Metropolitana de truculência. “Chegaram ao ponto de retirar uma senhora da fila da balsa só porque no carro dela havia duas latas de tinta. Estamos sendo humilhados diariamente. Nem o nosso direito de ir vir está sendo respeitado”, relata.

Presidente da Associação de Moradores do Taquacetuba, Edivaldo Ferreira de Andrade, o Sadan, faz um apelo à administração e diz que o desejo de todos é que a Prefeitura regularize a situação de quem mora no local. “Ninguém aqui é invasor. Só queremos o nosso direito à moradia”, explica Sadan.

Na próxima quarta-feira, dia de sessão na Câmara Municipal de São Bernardo, os moradores do Pós-Balsa prometem fazer outro protesto para sensibilizar o Legislativo sobre os problemas que estão enfrentando.

Carregar artigos semelhantes
Carregar mais em Cidades
Fechado para comentários

Veja também

PPS fecha questão a favor da Reforma da Previdência, e agora Alex Manente?

O PPS, assim como o PMDB e o PTB, fechou questão a favor da Reforma da Previdência. Isso s…